terça-feira, 10 de maio de 2011

Faça o que eu digo.....

Dar exemplos, sempre. Nós humanos, tempos 24 horas do dia como oportunidade para fazê-lo. Trata-se de um gesto humano, cristão e de cidadania. Mas dar exemplos  vai além do que sugerir passos, aconselhar caminhos. É mostrar na prática o que sabemos, e defendemos na teoria. É, sem sombras de dúvidas, desafiador. Quantas pessoas você conhece, que consegue no dia a dia se diferenciar do ser e o fazer? Quantos, próximos a ti caro leitor agiram ou agem diferentemente das 'filosofias' que pregam e das connvicções que defendem?
Tem sido assim nas organizações, na política, na família, na comunidade e na convivência diária. Aliás, não só com os outros. Também somos assim, muitas vezes. Quantas dicas damos aos outros, orientações para uma vida melhor, um conselho a um amigo, diante das mais diversas situações e, no fundo, em nada daquilo acreditamos ou até mesmo colocamos em prática?
Esta reflexão, caro leitor, me faz lembrar Gandhi - aliás tenho lido muito sobre ele, e citado neste espaço. Certa vez, Gandhi foi procurado por uma mãe que carregando seu filhinho no colo pediu orientações. Temia por sua saúde já que ele comia muito açúcar. Como confiava muito nas palavras do mestre, acreditou que poderia encontrar uma solução. - Peça para que ele pare de comer açucar - disse a mãe desesperada.
Gandhi pediu para que a mãe retornasse em outra oportunidade.
Passados 15 dias, lá estavam eles, frente a frente. O líder olhou para o menino e disse: - por favor, pare de comer açucar. O garotinho baixou a cabeça e fez sinal que iria obedecê-lo. Mas intrigada, a mãe retrucou: - Gandhi, por que você não falou isso há 15 dias?
- É que há 15 dias atrás, eu também comia muito açúcar!
Pois é, caro leitor, quantas vezes exigimos dos outros, aquilo que ainda não conseguimos mudar em nós. Pensamos nisto, sempre.

Para reflexão: "Sejam quais forem as respostas, não tenha medo delas. Perguntar-se é uma maneira interessante de se descobrir como pessoa, pois as perguntas são pontes que nos favorecem travessias."

Nenhum comentário:

Postar um comentário