quarta-feira, 25 de maio de 2011

Em nossas mãos

Na China vivia um sábio. Vários séculos já se passaram, mas sua sabedoria é utilizada até hoje. Tratava-se de uma pessoa bondosa e sempre recebia bem quem o procurava. Nunca fez distinção.
Apesar disso, uma pessoa nutria por ele uma inveja profunda, e procurava de todas as maneiras, fazer-lhe, maldades. O sábio, ao contrário, não lhe dava ouvidos e vivia como se essa pessoa não existisse.
Em certa ocasião, o invejoso criou um plano que achou perfeito para publicamente abalar a reputação do sábio. Pensou: - Colocarei um pássaro entre minhas mãos e perguntarei ao sábio se a ave está morta ou viva... Se ele falar que ela está viva, aperto as mãos e o mato. Se falar que ela está morta, abro as mãos e ela voa. Quero vê-lo sair dessa...
Capturou a ave e foi ter com o sábio em sua casa, após ter avisado a população e seus amigos próximos.
- Hoje vou mostrar a vocês que esse homem não sabe nada e que se trata de um enganador.
Aos poucos, a população curiosa ia chegando e, na hora marcada, estavam aguardando o encontro.
O sábio, sem demonstrar qualquer sinal de perturbação, apareceu e logo argüido pelo homem de caráter maldoso:
- Sábio, o que tenho aqui comigo entre minhas mãos, um pássaro vivo ou morto? Quero ver sair dessa, pensou.
Mas para a surpresa de todos, o sábio respondeu: - Porque me perguntas, se a solução está em tuas mãos? 
Um silêncio pairou no ar, naquele momento e agora caro leito, na hora da reflexão.
Diante dos desafios, das tribulações, do desgastes, e de acusações até. Parece que perdemos o rumo.
Mas, frente a tudo isto, é preciso se fixar no que disse o sábio chinês.
“...A solução está em tuas mãos....”
                                                         Acredita?  Se não, pelo menos, pense nisto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário