sábado, 6 de agosto de 2011

Você no controle (remoto) pelo bem da família

Hoje volto a falar sobre um tema que merece – e muito – espaço na mídia, seja rádio, TV, jornal, Internet, ou qualquer outra forma de comunicação de massa: refiro-me à Família.
Quem me acompanha aqui no blog ou em minha coluna no Jornal Noroeste, sabe que, por inúmeras oportunidades – e por diversas formas – abordei o assunto.
Mas é preciso ir além, é preciso fazer mais para esta que acredito – como cristão – ser lugar sagrado.
E se é sagrado, tem que ser respeitado, cuidado, preservado com carinho e respeito. 
Ter família é ter base sólida, E ter um porto seguro, lugar para chamar de lar, para viver. É preciso amá-la e protegê-la, sempre.  
E quem deve fazer isto? Nós, que vivemos em família. Pois, se não fizermos, se não cuidarmos, não defendermos, valores cairão por terra e uma grande batalha – que estamos travando e talvez nem nos demos conta – será perdida.
Isto porque do lado de lá há um inimigo oculto, a usar suas armas e artimanhas, a fim de conquistar seu objetivo fim. E, a qualquer descuido, ele será capaz de conseguir seu intuito.  
Fiquemos atentos, como o pastor que cuida de seu rebanho. O lobo está aí, a circular com sua pele de cordeiro. 
Comprometemos-nos com nossa felicidade, que consiste em fazer os nossos felizes. 
Se somos do bem, que saibamos usar nossas armas, diariamente. E diante de qualquer sinal, tenhamos a clareza e nos posicionar.
Sim, porque entre tantas artimanhas daqueles que têm a pretensão de destruir a família, uma – forte e poderosa – arma, nós podemos enfrentar.
Controle remoto neles. Não precisa nem levantar da poltrona. Aperte o botão, e boa vitória, pelo bem da família. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário